Rádio online

Cleber Santos Oliveira - Igreja Nova Geração Mundial de Deus

Cleber Santos Oliveira

Bem-vindo à minha página

                                          Imagem relacionada

                                           Salmos 23

1 - O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.

2 - Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.

3 - Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.

4 - Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.

5 - Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.

6 - Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias.

 

Amados, o Salmo 23 é uma canção da fé. Jesus disse: "Eu Sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas".O bom pastor vigia o Seu povo com amor. O bom pastor faz suas ovelhas descansarem em pastos verdejantes e leva-os as àguas de descanso: Ele é o Pão da Vida (Jo 6:48), Ele é a àgua da Vida (Jo 4:10,14). A Sua presença é refrigério: Ele sara suas ovelhas. Alegre-se! Creia! Jesus tem todo o Poder para reger, guiar, alimentar e proteger o seu rebanho. Ele tem o bordão e o cajado em Suas mãos para guiar e para defender o Seu rebanho. Ele ama o Seu rebanho: "unges a minha cabeça com óleo". Saiba você que o Bom Pastor Jesus Cristo alivia e consola as ovelhas feridas. Descanse NEle. Descanse no Seu cuidado, descanse na Sua bondade e na Sua misericórdia. Leia mais uma vez o Salmo 23. Reflita em cada palavra. Lembre-se: "Na Palavra, está todo o Poder". Wigglesworth dizia que "Necessitamos ser cuidadosos ao lermos a Palavra. Eu creio que ela é muito preciosa para que seja lida apressadamente. É necessário discernir corretamente a Palavra da Verdade".

Oh, alma aflita!, Oh, querido rebanho do Senhor! Compreenda a revelação real dessa verdade: "Maior é o que está em vós do que o que está no mundo (1 Jo 4:4b).

O Bom Pastor afasta o temor do perigo e conduz o seu rebanho ao descanso e restauração. Deus é o Hospedeiro Afável. Ele preparas uma mesa. Russel Shedd disse que: "Nada falta àquele que recebe bençãos de Cristo, nem descanso, v 2; nem refrigério, v 3; nem diretrizes, v 3b; nem companhia, v 4; nem consolação, v 4; nem sustento, v 5a; nem gozo, v 5b; nada enfim".

Oh alma cansada e ansiosa! 

 Há um rio que flui do Grande Amor de Deus.

Águas que curam, que limpam,

Que sacia a tua sede

Que lava o teu interior!

Jesus é essa Fonte

A Fonte de Águas Vivas!

Águas que sacia tua sede!

Oh alma sedenta! Em Jesus há consolo! NEle há refrigério para a alma cansada, há cuidado. Jesus é o escudo, é a rocha, é o libertador! Jesus é Emanuel: Deus Conosco! É o Grande Pastor, o Hospitaleiro Afável. Corrie Ten Boom disse corretamente: "Deus é vida, amor, bênção, poder e uma beleza imensurável, e ele se alegra em unir-se a seus filhos àqueles que desejam permanecer neles . Nós nele e Ele em nós". 

 Descanse na fé!

"Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso" (Hebreus 4:3).

"Quando Deus tem o pleno controle de tudo, então todos os cuidados e ansiedades terrenas extinguem-se". (Smith Wigglesworth).

 

Em Cristo,  

 

Cleber

 

Jesus, O Modelo de Liderança Servil

 Por Cleber Santos Oliveira

            Jesus é o maior modelo de lideran

 

ça servil. Quando Jesus lavou os pés dos discípulos Ele desafiou nossos paradigmas quanto à liderança. Com nosso Senhor aprendemos o verdadeiro modo de ser um líder porque ele realizou na prática aquilo que ele falou. Dentre tantas qualidades essas são algumas que se destacaram no ministério de liderança Jesus: servo, exemplo, humildade, abnegação, motivação, disposição, sem ambição, sem reputação, obediência e firmeza.

             Para exercermos a liderança no princípio de Jesus Cristo de servir aos outros - o princípio de liderança servil - precisamos assumir uma atitude de comprometimento com as pessoas. Evidentemente que o modelo de liderança servil de Jesus Cristo é um desafio para cada um de nós na atualidade justamente porque a nossa sociedade tem como paradigma da liderança a estrutura organizacional em estilo piramidal de administração de poder de cima para baixo, cujo paradigma é concebido meramente pelo lugar de posição ou título e muitas vezes tal estrutura está fundamentada mais no desejo de controlar e manipular do que de liderança servil. O sentido da verdadeira liderança é resultado da escolha em doar-se e dar-se com vistas ao desenvolvimento pessoal de outros. O princípio de ser servo foi uma das grandes qualidades de Jesus Cristo. Um grande paradoxo que exige de nós novas atitudes e iniciativas, quebras de paradigmas e comprometimento real com aqueles que estão a nossa volta.

            Com Jesus a liderança assume uma nova dimensão: uma dimensão de liderança servil que nos inspira e nos desafia. A ação servil de Jesus, o seu exemplo de humildade, nos leva para um patamar aonde podemos enxergar a concretude do amor e por conseguinte passamos compreender a importância do outro. Jesus é o modelo de como amar verdadeiramente e o modelo de liderança por excelência. Seu ato humilde ensina-nos que a verdadeira liderança está construída sobre as fortes bases do serviço e sacrifício, fruto do amor que deve permear as nossas ações. O exemplo de Jesus ajuda-nos a compreender que a peculiaridade do líder é ser servo.

            Precisamos sempre lembrar de orar por nossas lideranças. Será que oramos por eles tanto quanto deveríamos? De fato, muitas vezes a liderança é exercida com intenso sofrimento, descontentamento ou aflições. Somos convocados a orar por nossos líderes para que Deus os fortaleça “com todo o poder segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade” (Col. 1.9-12). Temos a responsabilidade de trabalhar fielmente no ministério que Deus nos confiou, imitar a Cristo e seguir o Seu exemplo. Servir com dedicação e amor o serviço do Reino e ser um instrumento de apoio e incentivo do nosso líder lembrando-lhe que apesar dos constantes sofrimentos nesta vida, cumprir o chamado de Deus é motivo de grande alegria, um privilégio incomparável cuja herança futura é incorruptível e a Sua presença mais desejável do que as coisas desta vida.

 

                                         Guardar até o fim a confiança

                    

Por Cleber Santos Oliveira

Robert W. Ross disse que “o teste para um coração cheio de fé é guardar firme até o fim a confiança. No livro de Hebreu 3:15 está escrito “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureças o vosso coração, como ocorreu na rebelião”. Devemos guardar o nosso coração de toda ação caracterizada como rebelião (V.19), pecado (v.17) e desobediência(v.18).  Billy Graham disse que quando Moisés subiu ao monte para receber das mãos de Deus as tábuas da Lei, por ter ficado longe por muitos dias o povo hebreu se rebelou. Eles ficaram tão ansiosos com a sua volta que por fim começaram a duvidar do seu retorno. Logo, em decorrência da dúvida e da incerteza que se instalou no coração do povo, contruíram um bezerro de ouro para adorá-lo (Êxodo 32.8). Eles ficaram com a consciência endurecida. Eles tinham visto o Senhor agir com poder e grande glória no Egito, mas a insegurança, a descrença e a suspeita ocutou de sua memória os grandes feitos do Senhor Deus, assim como nuvens em dia nublado oculta o sol. Entrentanto, o sol não deixa de brilhar lá no céu em dias nublado. Sabemos que ele brilha com toda a sua força. Um professor da Bíblia chamado Philip C. Johnson disse que “a feitura da imagem foi o primeiro passo para um caminho escorregadio”. Quando abrimos em nosso coração um espaço para dúvidas e incertezas e ao invés de ouvirmos a voz de Deus e damos ouvidos aquelas vozes contrárias a fé, na verdade estamos dando passos rumo a um solo instável, cheio de perigos e armadilhas.

Charles Spurgeon, faz uma séria advertência:

“Uma consciência endurecida é coisa terrível. É parecida com o ferro ou aço. É como um rio nos países de clima frio. No princípio, o gelo recobre o rio com uma película bem fina; isto permite que a água se mexa livremente por baixo. Mas uma vez que toda a água se congele, então o líquido se transforma em bloco de gelo tão duro que um carro pode passar sobre ele.

Assim acontece com a consciência. Seu endurecimento não é estantâneo; vai produzindo-se pouco a pouco até que finalmente pode suportar grande quantidade de iniquidades e de mentira.”

Como igreja precisamos servir como Jesus nos ensinou. Ele foi exemplo. Veja que nós temos uma grande reponsabilidade de advertir e admoestar uns aos outro. Eis um momento oportuno para exortar, isto é, fortalecer mutuamente na esperança e confirança em Cristo os corações endurecidos.

Graham disse sabiamente que Deus nunca prometeu que ficariamos livres das adversidades, “A invasão da dúvida não quer dizer que Deus deixou de se importar”, o que precisamos fazer é ajudar as pessoas a identificarem a origem das dúvidas e procurar compreender qual é a voltade de Deus naquela situação, ou seja, o que Deus está tentando nos ensinar por meio das circustâncias. Está é uma ação que precisa ser realizada até a volta de Jesus.

Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele ñão permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.” (1 Coríntios 10:13).  

 

 

Orem continuamente

 

Por Cleber Santos Oliveira

 

                O Apóstolo Paulo escreveu em 1 Tessalonicenses 5:17 o seguinte a respeito da oração:  “Orem continuamente". A oração é fundamental na vida cristã. Algo maravilhoso acontece quando oramos: conversamos com Deus! Quando, na cruz, Jesus entregou o seu espírito o véu do santuário rasgou em duas partes (Mateus 27:51). A cortina fazia separação entre o Lugar Santo e o Santo dos Santos. O acontecimento do véu rasgado quer dizer que Jesus Cristo possibilitou aos crentes o acesso direto à presença de Deus. A morte expiatória de Cristo possibilitou que o homem tenha acesso permanentemente à Deus. Podemos orar ao Pai, podemos falar diretamente com Ele em oração. Jesus Cristo possibilitou esse acesso!

Edward M.Bounds disse que “Há quatro coisas que precisamos ter sempre em mente: Deus ouve a oração, Deus presta atenção à oração, Deus responde à oração e Deus liberta pela oração. Nunca é tarde demais repetir essas coisas. A oração quebra todas as cadeias, solta todas as correntes, abre todas as prisões e alarga todas as fendas em que seus justos estejam presos.

Muito obrigado Jesus!

Assitam essa belíssima pregação do Pr. João Misael Pagliarim sobre "O Segredo que Pode Mudar a Sua Vida".

Oremos!

 

 

 

 

 

bulletVeja também
Página Cultos

Cultos e horários
Próximos eventos e horário dos cultos da Igreja Nova Geração

Testemunho

Testemunhos
A fé sem ação de nada vale. Seu testemunho neste site é uma ação de fé.

Vídeos

Vídeos
Assista aos vídeos das pregações e eventos da Igreja Nova Geração Mundial de Deus

Pokemon Go e a vida cristã. É do diabo ou não?